“A involuntária inalação do fumo de drogas na rua” (Opinião)

7 de Dezembro, 2023 0 Por A Voz de Esmoriz

Espero pelo comboio na estação de Entrecampos e reparo que em dois locais diferentes da plataforma número 4, estão meia dúzia de jovens fumando droga entre a multidão que aguarda transporte para a margem sul…

Inalo de forma involuntária o fumo e quem está ao redor dos jovens também…ninguém lhes chama a atenção e como se nada fosse penso para comigo que estamos a caminhar para uma normalização do consumo de drogas leves em plena via pública sem a preocupação de quem quer proteger a sua saúde. 

Este país,  do ministro que se demite até ao jovem que espera pelo comboio,  assiste pacífico, em nome da Liberdade,  à falta de atuação das autoridades nesta normalização do consumo.

Se tivesse assistido a este episódio só na estação de Entrecampos às 19h da tarde,  eu diria que teria sido um acaso, o problema é que até viajo bastante pelo país e cada vez assisto com mais frequência a episódios semelhantes a estes. 

Nos dias que correm, perfurar um aglomerado de pessoas ao ar livre, é quase sinónimo de virmos a inalar fumos de drogas leves; haxixe ou erva.

Os jovens, e alguns menos jovens, perderam a vergonha do consumo e perderam também o respeito pelo espaço público onde circulam e brincam crianças,  pessoas com todo o género de deficiências, incluindo as respiratórias,  etc…

Este fenómeno deixou de estar condicionado aos locais de diversão noturna, onde na altura em que eu era jovem, era comum sentir no ar , o tal cheiro a erva ou haxixe para passar a estar presente na proximidade dos transportes, na rua quando vamos às compras ou até quando damos um passeio ao parque infantil com os nossos filhos…

Estaremos a evoluir e a usufruir mais da nossa Liberdade? 

Eu penso exatamente contrário…Estamos a fazer o caminho inverso.

Paulo Freitas do Amaral 

Professor de História