ANP|WWF e FINERGE inauguram projeto de restauro ecológico na ribeira do Sinhel

1 de Abril, 2023 0 Por A Voz de Esmoriz

Com vários projetos de restauro ecológicos ativos em Portugal, a ANP|WWF avança agora para o distrito de Coimbra com o seu novo projeto Restaurar Alvares, focado no restauro de 40 hectares de galerias ripícolas da Ribeira do Sinhel e proteção de encostas contra incêndios, com o apoio da Finerge.

Lisboa, 30 de março de 2023 – A ANP|WWF apresentou hoje o seu novo projeto – Restaurar Alvares – que visa a proteção da Ribeira do Sinhel e da sua biodiversidade, através de intervenções de melhoria na zona da ribeira e ao nível da vegetação. O projeto conta com o apoio da Finerge e tem a duração de três anos.

Para Ângela Morgado, diretora executiva da ANP|WWF, “existe uma necessidade e uma oportunidade para apostar no restauro de Portugal em larga escala, pois só assim conseguiremos reverter algumas das perdas de natureza e de biodiversidade que já se fazem sentir em várias zonas do país. Sendo Alvares uma zona bastante afetada pelos incêndios, é importante existirem projetos que dinamizem as atividades económicas e sociais que dependem desta paisagem florestal para sobreviver, trazendo benefícios para a região e as suas pessoas, bem como benefícios ao nível nacional.”

“A Finerge é um ator relevante no combate à crise climática e quer sê-lo cada vez mais também na proteção da biodiversidade. O projeto de “Recuperar Alvares” enquadra-se nessa nossa missão. Queremos apoiar a recuperação da biodiversidade, proteger a floresta contra incêndios e apoiar as comunidades onde operamos, neste caso, a freguesia de Alvares”, afirma Pedro Norton, CEO da Finerge. 

O projeto Restaurar Alvares envolve medidas de restauro ecológico, como limpeza de terrenos, com o objetivo de eliminar espécies invasoras, reduzindo desta forma o risco de incêndio florestal e beneficiando o desenvolvimento das mesmas. Nas zonas de invasoras irá plantar-se com o objetivo de substituir as presentes espécies por espécies autóctones, reduzindo o seu desenvolvimento. Este restauro vai ser realizado ao longo de 30 hectares nas encostas da ribeira. Ao longo do rio, nas margens, serão restaurados os restantes 10 hectares, onde serão plantadas mais espécies ripícolas, de forma a melhorar o habitat envolvente. 

Com estas atividades, pretende-se aumentar a biodiversidade da zona, potenciando as características atuais que, por sua vez, se traduzem num aumento das populações já existentes, podendo também desta forma criar novas condições para espécies que não aparecem com tanta frequência na área, como os morcegos e insetos. 

O projeto Restaurar Alvares pretende transformar a Ribeira do Sinhel numa área de conservação mais resiliente aos incêndios e capaz de albergar maior biodiversidade, protegendo os recursos hídricos e a sua biodiversidade.


Sobre a ANP|WWF

A WWF é uma das maiores e mais respeitadas organizações independentes de conservação do mundo, com mais de 5 milhões de apoiantes e uma rede global ativa em mais de 100 países. A missão da WWF é travar a degradação da natureza e construir um futuro no qual os seres humanos vivam em harmonia com a natureza, através conservação da diversidade biológica do mundo, garantindo que a utilização dos recursos naturais renováveis seja sustentável, e promovendo a redução da poluição e do desperdício.

A ANP|WWF é uma ONG portuguesa que trabalha em Portugal em associação com a WWF, com vista a conservar a diversidade biológica e dos recursos nacionais, procurando um planeta em que as pessoas consigam viver em harmonia com a natureza. Siga o nosso trabalho em www.natureza-portugal.org.

Sobre a Finerge

Fundada em 1996, a Finerge é uma das maiores produtoras de energia renovável da Península Ibérica. A empresa tem evoluído de forma responsável, sustentada por um investimento contínuo em Portugal e Espanha. A Finerge opera 70 centrais eólicas e 17 parques solares, em mais de 47 concelhos em Portugal e 3 províncias em Espanha. São mais de 780 aerogeradores e milhares de módulos fotovoltaicos que recolhem a energia do vento e captam a energia do Sol, transformando estas fontes de energia em eletricidade limpa. Mais precisamente, 3.514 GWh de energia produzida que evitam a emissão de 1.149 kton de CO2 para a atmosfera. A Finerge emprega, direta e indiretamente, mais de 200 colaboradores.