Armando Maradona partiu e deixa mundo do futebol de luto

25 de Novembro, 2020 0 Por A Voz de Esmoriz

Para muitos, foi o melhor jogador de todos os tempos: Diego Armando Maradona. O antigo avançado argentino faleceu hoje com 60 anos de idade, na sequência de uma paragem cardiorrespiratória na localidade de Tigre, onde se encontrava a recuperar depois de ter sido operado.

Armando Maradona nasceu em Lanús (Argentina) a 30 de Outubro de 1960. Apesar do país viver grandes dificuldades financeiras na altura, Maradona iria oferecer-lhes alegrias no futebol.

Estreou-se no campeonato argentino ao serviço do Argentinos Juniors, onde fez 149 golos em 166 jogos, entre os anos de 1976 e 1981, chamando a atenção de um dos dois principais colossos argentinos: o Boca Juniors, eterno rival do River Plate.

No Boca Juniors, fez 35 golos em 40 jogos na temporada de 1981/1982. Rápido, mágico, dinâmico e imprevisível – Maradona não era um avançado com grande fisionomia, mas era leve e supersónico. Ajudaria o Boca Juniors a conquistar o Campeonato Metropolitano Argentino.

O salto para a Europa deu-se com o interesse do Barcelona que adquiriu os seus serviços. Maradona esteve ao serviço do clube catalão entre 1982 e 1984, participando em 58 jogos e apontando 38 golos. No Barcelona, conquistou três títulos: a Copa do Rei, a Copa da Liga Espanhola e a Supercopa de Espanha. Naqueles anos, Maradona não conseguiu fazer frente ao Atlético de Bilbau que assumiu, naqueles dois anos, a hegemonia do futebol espanhol. O Barcelona perderia inclusivamente uma final da taça contra o Atlético de Bilbau, tendo havido pancadaria no jogo e com Maradona envolvido.

Entretanto, o Nápoles acabava de abraçar um projecto ambicioso e a aquisição do atacante genial estava nos planos. A Juventus tentou desviar o atleta, mas Maradona chegaria de helicóptero ao Estádio de San Paolo para representar a equipa napolitana. Venerado como um rei, Maradona começou logo a fazer a diferença. O até então modesto Nápoles transformou-se numa super-equipa e conquistou o campeonato italiano por duas vezes (1987 e 1990), a Copa de Itália (1987), a Supercopa de Itália (1990) e a Taça UEFA (1989). Armando Maradona serviu o Nápoles entre 1984 e 1991, tendo participado em 259 jogos e feito 199 golos.

No final da carreira, teve ainda passagens pelo Sevilha (1992-1993), Newell’s Old Boys (1993-1994) e Boca Juniors (1995-2001).

Ao serviço da selecção Argentina, teve 91 internacionalizações e marcou 34 golos. Ganharia o Mundial de 1986, sendo peça fundamental na caminhada triunfante e venceria, precisamente nesse ano, a Bola de Ouro da FIFA.

Maradona foi ainda alvo de várias polémicas, dado o seu envolvimento no consumo de drogas e algumas afirmações dissonantes que chegou a proferir.

Ainda assim, dentro das quatro linhas, o astro argentino foi uma divindade.


Direitos da Foto: Infobae