Corpo encontrado em Ovar não será de Mónica Silva

18 de Janeiro, 2024 0 Por A Voz de Esmoriz

Foi encontrado num poço um corpo que estava, sinistramente, amarrado com sacos de pedras, num terreno florestal em São João de Ovar, episódio que provocou um alerta generalizado, tendo até estado presentes familiares de Mónica Silva no local.

No entanto, as últimas notícias confirmam que a mulher encontrada, na casa entre os 30 e os 40 anos de idade, não estava grávida e que não teria a mesma altura de Mónica Silva, pese o elevado estado de decomposição do cadáver, embora este não seja tão avançado para um desaparecimento que já supera os 3 meses.

No entanto, acredita-se que este poderá ser o cadáver de uma mulher desaparecida em Ovar há já uma semana, embora só a peritagem final permitirá recolher o ADN e assegurar a identificação do corpo. No entanto, não deixa de ser um caso chocante e macabro que terá de ser esclarecido pela investigação levada a cabo pelas autoridades.

Mónica Silva, que era residente na Murtosa e estava grávida de 7 meses, foi vista com vida pela última vez a 3 de Outubro. Desde então, saber o que aconteceu tem sido um terrível quebra-cabeças para os detectives.

Créditos da Foto: Correio da Manhã (Paulo Jorge Duarte e Tânia Laranjo)