Deputada Carla Madureira acusa governo de pretender induzir utentes de Ovar a aderirem à unidade local de saúde de Aveiro (comunicado)

5 de Julho, 2023 0 Por A Voz de Esmoriz

A deputada do PSD Carla Madureira questionou [na passada] quarta-feira o ministro da Saúde quanto à integração do Hospital Francisco Zagalo, de Ovar, nas futuras unidades locais de saúde (ULS), mas ainda não obteve uma resposta concreta. A parlamentar aveirense insistiu na pertinência da colocação da unidade hospitalar vareira na ULS de Entre Douro e Vouga, dada a proximidade em relação aos utentes do concelho de Ovar.

“Fecharam a maternidade, fecharam a urgência, demoraram sete anos a lançar a obra do bloco cirúrgico do hospital, fecharam a unidade de saúde de Maceda – onde o Município de Ovar fez um investimento de quase meio milhão de euros –, fecharam a unidade de saúde de Arada e tentaram fechar outras mais, à boleia do Covid” – lamentou Carla Madureira na pergunta dirigida ao ministro da Saúde, no âmbito de uma audição regimental.

Carla Madureira questionou o governante sobre se estaria em condições de garantir que o Hospital Francisco Zagalo fará parte da futura ULS de Entre Douro e Vouga, tendo aquele respondido que “as pessoas de Ovar poderão escolher livremente o hospital a que vão recorrer independentemente da ULS que venha a integrar”.

A deputada do PSD enfatizou, ao interpelar o ministro, que “o PS no Governo, e na gestão da Saúde, tem posto em marcha a maior operação de sempre no esvaziamento da rede de serviços de saúde em Ovar e, pelos vistos, ainda quer ir mais longe”.

“O PS do governo, do primeiro-ministro, António Costa, fecha serviços, quer induzir, para não dizer obrigar, os cidadãos de Ovar a deslocarem-se ao hospital de Aveiro, quando têm o de Santa Maria da Feira a 10 quilómetros de distância” – concluiu Carla Madureira.

Comunicado do Grupo Parlamentar do PSD Aveiro