Hora do Planeta põe Lisboa a mexer

18 de Março, 2022 0 Por A Voz de Esmoriz

Este domingo, dia 20 de março, encerram as inscrições na corrida + caminhada da Hora do Planeta, evento global que traz à luz a necessidade de proteção do nosso planeta e das pessoas que nele habitam.

Lisboa, 18 de fevereiro de 2022 – É já no dia 26 de março que a Hora do Planeta regressa a Lisboa, com uma Corrida + Caminhada em contacto com a natureza. O ponto de partida e de chegada será o topo do Parque Eduardo VII, onde decorrerá, às 20h30, o habitual “apagão” dos monumentos lisboetas, seguido de um momento de reflexão.

As inscrições na prova terminam este domingo, dia 20 de março, e podem ser feitas no site oficial, em duas modalidades: trilho longo de cerca de 12 quilómetros, ou trilho curto de cerca de 6 quilómetros, que podem ser percorridos a correr ou a caminhar. O trilho longo terá uma componente de competição e prémios para os primeiros 3 lugares, e tem um valor de 15€ cada inscrição. O trilho curto é gratuito, sem componente competitiva nem prémio. Confirmados estão já os embaixadores da ANPlWWF e outras figuras públicas como Pedro Fernandes (locutor), Miguel Martins (artista urbano Edis One), João Ferreira (jornalista da CMTV), Joana Guerra Tadeu (ambientalista e ativista), Miguel Blanco (surfista), Mariana Passos (influenciadora) e Quimbé (ator).

Para Ângela Morgado, diretora executiva da ANP|WWF, “a Hora do Planeta é um movimento histórico criado pela vontade das pessoas em trazer à luz a nossa relação estragada com o planeta. Consideramos que é uma oportunidade importante para todos nós – pessoas, autoridades e empresas – pararmos e observarmos os nossos comportamentos, e agora, mais do que nunca, revertermos os estragos que já causámos”.

Num momento importante em que a Comissão Europeia se prepara para publicar a Lei Europeia do Restauro da Natureza, a Hora do Planeta 2022 vai focar-se na importância de proteger a natureza mas sobretudo, na necessidade de recuperar o que já está degradado. Esta lei deverá contribuir decisivamente para travar e reverter a perda de biodiversidade, resultando na recuperação de habitats, espécies e funcionamento dos ecossistemas, conectividade e resiliência a nível da paisagem em toda a União Europeia, sendo também importante que esta seja capaz de contribuir para a mitigação e adaptação às alterações climáticas.

Neste importante contexto, a Hora do Planeta 2022 apela a todas as pessoas que apoiem publicamente a Lei do Restauro e que assinem o apelo disponível na página oficial do evento.

“Para muitos ecossistemas, protegê-los já não é uma opção uma vez que o seu estado de degradação é uma realidade. E é exatamente por isso que falamos na urgência e importância de restaurar ecossistemas e proteger as espécies e a natureza”, reforça Ângela Morgado.

O Apagão

Terminado o momento desportivo, o “apagão” acontece às 20h30, no Parque Eduardo VII, num momento único de apelo à união pela natureza que se repete por todo o planeta.

Municípios e Monumentos

Até hoje, são 89 os municípios portugueses que se irão juntar à Hora do Planeta e irão desligar simbolicamente a iluminação dos seus edifícios mais emblemáticos. Em Lisboa, o Castelo de São Jorge, Cristo Rei, MAAT, Ponte 25 de Abril e o teatro Lu.Ca, e no Porto, a Ponte do Freixo, Estação Ferroviária de S. Bento estão entre os espaços que irão aderir.

Empresas

Em 2022, a Hora do Planeta tem conseguido mobilizar não apenas os cidadãos mas também, muitas organizações e empresas que partilham uma visão comum sobre a importância de protegermos a natureza, as nossas espécies e o planeta no seu todo. Além da parceria com a We Run, empresa especialista em eventos desportivos, e apoio na divulgação do evento que está a cargo da Pumpkin, a iniciativa conta já com o apoio da Procter & Gamble, Dove, DPD Group e El Corte Inglês.

A Hora do Planeta inicia o seu percurso em 2007, em Sydney, e passados 15 anos, é uma iniciativa celebrada em mais de 192 países e territórios como um momento global de solidariedade pelo planeta.

Esta que é hoje a maior plataforma para a ação climática e ambiental em todo o mundo, concentra os seus esforços em canalizar o apoio para a proteção da natureza, demonstrando a importância do restauro em larga escala como forma de combater ambas as crises, climática e de biodiversidade.

Website oficial Hora do Planeta em Portugal

Website oficial Hora do Planeta

Vídeo Oficial Hora do Planeta

                                                                                                                                                                 

Sobre a ANP|WWF

A WWF é uma das maiores e mais respeitadas organizações independentes de conservação do mundo, com mais de 5 milhões de apoiantes e uma rede global ativa em mais de 100 países. A missão da WWF é travar a degradação da natureza e construir um futuro no qual os seres humanos vivam em harmonia com a natureza, através conservação da diversidade biológica do mundo, garantindo que a utilização dos recursos naturais renováveis seja sustentável, e promovendo a redução da poluição e do desperdício. A ANP (Associação Natureza Portugal) é uma ONG portuguesa que trabalha em Portugal em associação com a WWF, com vista a conservar a diversidade biológica e dos recursos nacionais, procurando um planeta em que as pessoas consigam viver em harmonia com a natureza. Siga o nosso trabalho em www.natureza-portugal.org.