Museu Marítimo propõe programa de cinco dias para comemorar Dia Internacional dos Museus

9 de Maio, 2023 0 Por A Voz de Esmoriz

O Museu Marítimo de Ílhavo assinala o Dia Internacional dos Museus com um programa que se estende por cinco dias, de 17 a 21 de maio (quarta-feira a domingo). A exposição “Mar Oceano: Legado de Mário Ruivo” e o cine-concerto “Maria do Mar” são os destaques da programação.

As comemorações iniciam-se no Museu Marítimo de Ílhavo, às 21h30 do dia 17 de maio, com uma “Conversa de Mar”, desta vez sobre o tema “Poveiros e Caxineiros na Pesca do Bacalhau”, em que José Milhazes e Abel Coentrão, ambos familiares de pescadores bacalhoeiros, vão recordar e partilhar as suas memórias e vivências em torno daquela faina.

A 18 de maio, em que, efetivamente se assinala o Dia Internacional dos Museus, a entrada é gratuita no Museu Marítimo de Ílhavo, Navio-Museu Santo André e Centro de Religiosidade Marítima, entre as 10h00 e as 13h00 e das 14h00 às 18h00.

No dia seguinte, 19 de maio, às 21h00, inaugura-se a exposição “O Caminho dos Santos”, do escultor Paulo Neves, no Centro de Religiosidade Marítima. Composta por 15 peças de madeira de cedro, trata-se de uma homenagem aos caminheiros que, todos os anos, percorrem os caminhos de Santiago de Compostela. Treze peças são do tamanho da figura humana e representam os apóstolos e duas simbolizam o caminho e os obstáculos.

Os destaques da programação acontecem a 20 de maio, sábado – um dia repleto de atividades para toda a família. Às 16h00, no Museu Marítimo de Ílhavo, realiza-se a “Visita especial aos bastidores do Aquário”, gratuita. Uma hora depois, às 17h00, inicia-se a sessão comemorativa do Dia Internacional dos Museus, seguindo-se, às 18h00, a inauguração da exposição “Mar Oceano: Legado de Mário Ruivo”. O percurso expositivo leva-nos às campanhas que o biólogo das pescas e professor realizou na frota bacalhoeira, entre 1955 e 1961, quando estudou os aspetos biológicos do bacalhau, no âmbito da ICNAF – Orgão Internacional de Gestão Racional das Pescarias do Atlântico Noroeste.

Mais tarde, às 21h30, começa o cine-concerto “Maria do Mar”, com Pedro Burmester e a Orquestra Filarmonia das Beiras, na Casa da Cultura de Ílhavo. “Maria do Mar” (1930), de Leitão Barros, com música original de Bernardo Sassetti, é considerado, por muitos, a obra-prima do cinema português. Rodado na Praia da Nazaré, o filme aborda as dificuldades da vida da comunidade piscatória, através de uma história de amor entre dois jovens, cujas famílias tinham quebrado relações na sequência de um naufrágio.

Na mesma noite, a partir das 21h00, as crianças, dos 6 aos 12 anos, podem passar a “Noite no Museu” e dormir junto do Aquários dos Bacalhaus – uma iniciativa limitada a 20 pessoas.

No domingo, 21 de maio, as atividades, gratuitas, transferem-se para o Navio-Museu Santo André. Às 10h00, realiza-se o “Peddy paper – Da proa à popa”, um desafio divertido que permite conhecer melhor o navio, à medida que se procuram respostas para as questões colocadas. À tarde, às 16h00, um antigo tripulante do Navio realiza uma visita especial sobre “Os segredos da Cozinha a Bordo”.

As visitas especiais e a “Noite no Museu” carecem de inscrição, através do número 234 329 990 ou do email visitas.mmi@cm-ilhavo.pt.

Nas comemorações do Dia Internacional dos Museus, o Museu Marítimo de Ílhavo e os seus polos (Navio-Museu Santo André e Centro de Religiosidade Marítima), já estarão a funcionar com o novo horário, passando a estar abertos também aos domingos e feriados de manhã – ou seja, de terça a domingo, abrem das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.