“Sentir Portugal” tomou o pulso a mais seis concelhos do distrito de Aveiro (comunicado)

20 de Dezembro, 2023 0 Por A Voz de Esmoriz

Ao terceiro dia da iniciativa “Sentir Portugal” em Aveiro, o presidente do PSD andou pela zona litoral do distrito, para aquilatar “aquilo que as pessoas sentem no dia a dia”. Luís Montenegro garantiu que é a partir do terreno que se encontram as soluções de que o país necessita.

“No terreno, terra após terra, vamos verificando as deficiências no acesso à habitação, à saúde, à educação, e um custo de vida elevado, contra o qual o governo não tem criado condições de melhoria da situação económica, que, por sua vez, pudesse pagar melhores salários” ؘ– vincou Luís Montenegro, referindo-se ao périplo por todo o país que agora passa por Aveiro.

O presidente do PSD disse-se, aliás, “à vontade” para “falar daquilo que as pessoas sentem no dia a dia”, porque, “mesmo sabendo que não haveria eleições antecipadas, decidi ir para a rua, não fazendo liderança de gabinete, de distrito a distrito e, dentro destes, ir a todos os concelhos, palmilhar caminhos de Portugal, indo ao encontro das pessoas e falando com elas” e, “a partir daí, encontrar soluções na fiscalidade, na saúde, na educação, na habitação…”.

“Queremos ter um país a criar mais riqueza, mais valor” – atirou Luís Montenegro, para referir-se ao período de governação socialista que agora se encerra: “Não foram oito dias, não foram oito meses, foram oito anos, com um resultado que é absolutamente desproporcionado face à expetativa e às condições de governação que o PS teve. Foram oito anos seguidos e só isso já é um elemento que é preciso ponderar. Findos oito anos, incluindo com o atual secretário geral, a verdade é que temos um país mais pobre”.

Perante a insistência dos jornalistas quanto a eventuais acordos, o dirigente foi perentório: “Quero é fazer um acordo com os portugueses”. Luís Montenegro revelou que fará uma campanha de modo a que os portugueses ”confiem na mudança do governo que o país precisa, que no dia 10 de março possam expressar de forma muito significativa o apoio a essa mudança votando no PSD, o único partido que oferece condições para termos um governo novo em Portugal”.

A iniciativa “Sentir Portugal” passou esta terça-feira por Ovar, com uma visita à praia Furadouro, onde foi feito ponto de situação quanto à defesa da costa, seguindo para Estarreja, com passagem pelo mercado local, e Oliveira de Azeméis, para uma visita à empresa Simoldes. A tarde começou com uma visita à Escola Superior de Aveiro Norte, seguindo-se o Centro de Formação de São João da Madeira – Escola Nacional de Bombeiros. Já em Vale de Cambra, houve contacto com a população e um encontro com no setor social, com o programa a fechar em Sever do Vouga, com uma reunião com a Associação Nacional de Produtores de Mirtilo.

No derradeiro dia, esta quarta-feira, a comitiva visita a Cotesi – Companhia de Têxteis Sintéticos, S.A., em Guetim (Espinho), seguindo para a antiga lota de Aveiro e para o Mercado da Costa Nova. De tarde, haverá uma viagem de ferry para São Jacinto, onde será visitado o navio Salicónia, seguindo-se um passeio de bicicleta e visita à COMUR, na Murtosa, e à Associação de Infância D. Teresa, em Albergaria-a-Velha.

Aveiro, 19 de dezembro de 2023

Comunicado do PSD Distrital de Aveiro