Novo confinamento geral aproxima-se

Novo confinamento geral aproxima-se

10 de Janeiro, 2021 2 Por A Voz de Esmoriz

Ao que tudo indica, entrará em vigor mais um confinamento geral já a partir da próxima quinta-feira. Desconhecem-se ainda as medidas concretas, contudo sabe-se que serão aplicadas mais restricções que podem mesmo obrigar a fazer parar (quase) tudo no país. O prazo será de 15 dias, mas poderá ser renovável se o número de casos diários de infecção (ronda actualmente os 10 mil) por COVID-19 não abrandar substancialmente.

A data das eleições presidenciais deverá manter-se para 24 de Janeiro, único dia em que será permitida a livre circulação dos cidadãos de forma a que possam exercer o seu direito de voto.

Em Esmoriz, já escutámos durante este fim de semana algumas opiniões, e sobre este assunto, registámos que não convergem grandes consensos. Alguns cidadãos defendem que a prioridade passa pela contenção do número de casos de COVID-19 e que o confinamento acaba por ser a única solução de modo a que a situação seja controlada. Opinião diferente têm os pequenos comerciantes e proprietários de cafés que nos transmitiram as suas preocupações para o futuro. Apesar de reconhecerem que Janeiro costuma ser um mês de receitas modestas, a verdade é que um novo encerramento irá trazer-lhes mais prejuízos e dificuldades em garantir a viabilidade do seu negócio.

O Governo liderado por António Costa já ouviu todos os partidos. O Conselho de Ministros irá aprovar as regras em que vai funcionar o confinamento e que ficarão estabelecidas no decreto de execução, na quarta-feira à tarde, depois de Marcelo Rebelo de Sousa assinar o decreto de novo estado de emergência aprovado na Assembleia da República.

Imagem de Destaque: Carlos Alves